15/04/11

Blogagem Coletiva Fases da Vida: A Infância

Esta postagem faz parte da Blogagem Coletiva Fases da Vida: Infância.
Participo como convidada pela Gina:



Escrever sobre infância é uma das coisas mais  bacanas pra mim, principalmente quando estou levemente triste ou com saudade, nesses dias, chamo a menina que mora em mim e ela me pega pela mão e me leva pro seu mundo. Um mundo onde tudo ainda é bem colorido.
Ela me leva pela mão, e a gente brinca e dança junto.
E eu me permito esquecer das coisas mais difíceis do dia a dia de hoje e de ontem que me entristeceram.

Eu só me permito ser levada por ela e ela sabe bem o caminho.

A gente visita outros lugares, sente o pé descalço tocar o chão, pisa na grama, sobe na mangueira e pega as mangas lá do alto e a gente não tem medo de cair e nem das lagartas que queimam nossa pele na mangueira. A gente olha do alto a casinha que moramos e olha o teto, e tem vontade de subir nele pra pegar aquela manga madurinha que caiu em cima do teto, lá longe, mas a gente ouve a voz da mamãe dizendo que é hora do almoço. E a gente desce junto, na correria e alcança a cozinha, onde a mamãe já colocou os nossos pratinhos e a comida simples mas que dá pra todos. A gente sente todos os cheiros e sabores e a gente tem a mamãe bem perto da gente. A gente se olha, a gente se alegra. A gente ri.

Então, corremos juntas com as outras irmazinhas, pra varanda, pra molhar o piso vermelho com água e sabão e escorregar de barriga pra baixo, a gente aposta quem vai chegar lá do outro lado da comprida varandinha, primeiro. Brinca, escorrega, cai, se diverte.
Na TV a gente ouve o som da Jeanny é o Gênio, ou as musiquinhas do Pássaro Azul, ou ainda a Muher Maravilha fazendo coisas incríveis, ou quem sabe, já é hora do Sítio do Picapau Amarelo, mas não temos tempo de assistir, porque logo vem uma amiguinha nos chamar pra brincar na rua. E a gente sai correndo, pega os patins e a mamãe deixa a gente brincar à vontade, uma vez que nossa obrigacao já foi feita: a licao de casa! Chamamos o resto da garotadinha, pegamos a bola, a bicicleta, a corda, desenhamos uma amarelinha no chão, brincamos de barrabandeira... a gente se diverte.


A noite vai chegando e a gente vai pra pracinha, encontrar os amigos, os namoradinhos, ouvir histórias de terror, cantar musiquinha junto, contar as estrelas no céu e depois que a mamãe chama mais de 3 vezes prometendo dar um surra na gente, a gente corre pra casa, toma um copo de leite, escova os dentes, dá um beijo na mamãe de boa noite, pede a bencão e já cansadas, sonhamos...
Sonhamos com o futuro. E o futuro já chegou e eu me vejo lembrando do passado.
E a menina ainda está do meu lado, graças a Deus!



 * * *
ps. este texto já tinha sido escrito por mim no outro blog, por falta de tempo nao pude fazer um novo, mas tá valendo né Gina?!

22 comentários:

✿ chica disse...

Como é legal ter essas boas lembranças da infância!!! E melhor, trazer um pouco dela até hoje, dentro de nós! beijos,lindo fds!chica

Gina disse...

Nina,
E como está valendo!!!
Fico muito grata mesmo por ter atendido ao meu convite.
Essa menina que te leva pelas mãos, faz a gente viajar junto pela imaginação, pelos sonhos. Com certeza, a vida fica muito mais colorida na companhia dessa menina que não morreu em você.
Gracinha de post!
Bjs.

orvalho do ceu disse...

Olá, querida Nina

"Então ficaram todas as crianças a sua INFÂNCIA a passar seus anéis azuis de orvalho".

Vc teve memso uma infância feliz e duradoura... a resgata sempre... é isso o que importa...
Quando consigo fazê-lo também sou muito mais feliz... esquecendo-me das outras fases, vivo melhor, claro!!!
Tem toda razão!!!

Hoje, o meu desejo de paz e alegria é para vcs que:

"...estendem o seu conceito
de vida,
e a veem na gota de orvalho".
(Lice)

Obrigada pela sua linda participação...

Orvalho do Céu é uma “Chuva de Néctar da Verdade”... ou Palavras de Deus...

É isso que lhe desejo nesse tempo que estamos entrando...
Uma Abençoada Semana Santa e uma Páscoa extremamente feliz!!!
Bjs de paz e achocolatados

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Nina...então...eu tamb´m ia colcoar um txto assim mas parecido com o seu, ia falar sobre subir em mangueiras, soltar pipa, jogar pelada no campinho...enfim...
Mas resolvi falar mais diretamente das nossas brincadeiras e brigas tamb´m...já que nesta época não eram poucas...
pelo que pude ver e ler aqui já se falava sobre infãncia, sempre bom relembrar...parabéns pela participação
Esse copinho de suco de cevada no seu perfil é um espetáculo...aqui tá um calor danado...não resisti e tomei uma cervejinha...rs
Um abraço na alma
beijo

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Olá Nina,

Que delícia de história!
Sabe que me vi dentro dela, pois compartilho dos mesmos sentimentos e saudades.....
Linda sua participação no "Fases da Vida", parabéns!
Um beijo em seu coração!

Cláudia M. disse...

Olá Nina
Isto sim é uma linda história de infância! Amei! E consegui até entrar na brincadeira, a que gostei mais foi a de escorregar pela varanda molhada, que maravilha! :)
Ainda bem que vc repetiu o texto, assim eu tive oportunidade de ler. :)
Foi um momento especial.
bjs

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Nina...então, na próxima fase, a da adolescência, as tais brigas terminariam...aconteceu um amadurecimento natural...
Hoje a amizade, o carinho, o bem querer e o respeito um pelo outro é uma coisa gratificante...
Quanto a minha avó...era brava sim, mas tinha coração grande tbm...rs
Calor aqui danado...só na cerva...rs
Bom fim de semana...
Um abraço

Bel Rech disse...

Que infância feliz...mas as mães sempre prometem essa surra..hahaha
Paz e bem

Lucinhashomeandgarden disse...

Nina,

Fiquei muito feliz em ler a sua história, que relata uma infância muito feliz.
Eu também tive uma assim, graças a Deus!
Queria que todas as crianças do mundo tivessem também.
Beijos

RUTE disse...

É mesmo importante estimar nossa criança interior. Nunca deixar de ser criança pois essa força permito-nos transpor obstáculos, sorrir nas adversidades, explorar o desconhecido.
Através do seu texto, lembrei os casos em que certas crianças criam amigos imaginários e se entretém sozinhos. Esses meninos não sentem a solidão, vivem acompanhados pelos seus sentimentos mais criativos e iluminados.
Beijo transatlantico,
Rute

Socorro Melo disse...

Oi, Nina!

Um lindo e emocionante texto. Acabamos nos identificando tanto uns com os outros, nas brincadeiras, peraltices, aventuras, respeito aos pais, liberdade pra brincar na rua, e tantas coisas mais.
Mas, feliz de nós que guardamos a nossa criança, e que sempre a buscamos quando nos sentimos melancólicos.

Um GRANDE abraço
Socorro Melo

Mari Amorim disse...

Nina
desculpe-me pelo atraso,mas com essa fantástica coletiva e interação,com sua postagem tão contudente saio com meu aprendizado em dia!
Obrigada pelo carinho da visita
Boas energias,paz,saúde,sucesso!
Mari

Irene Moreira disse...

Nina

Que legal ler seu post. Tanta coisa que fizemos em comum.
Muito bom voltar aos tempos de menina e poder recordar tudo qde bom e gostoso que fizemos.

Achio que todos nós temos um lado menina bem guardadinho dentro de nós. Tenho tanta certeza disso que fiz um blog só para satisfazer esse meu lado. Depois quando puder passe lá para conhecer.
A Vitrine de Sonhos
http://avitrinedesonhos.blogspot.com/

Gostei muito de estar aqui e de te conhecer já que na 1a. fase não consegui visitar a todos os participantes.

Beijos no seu coração

Luma Rosa disse...

Mais do que lembrar da infância, o seu post me fez lembrar muito da minha mãe! Dizem que as mães são iguais e que somente o endereço é que muda! Pois sim que só atendíamos mamãe depois da terceira chamada, quando ela já estava prometendo a tal surra (ela nunca bateu em nós, mas tínhamos um medo danado!) e também pedir benção! Nossa, que saudade disso!!
Valeu!! Beijus,

AnaCristina disse...

olá, eu sou uma menina feliz e tambem estou na blogagem coletiva fases da vida....da uma passadinha la no meu blog tambem:
http://anacristinap.blogspot.com/2011/04/blogagem-coletiva-fases-da-vida.html
e se vc quiser me fazer um desenho "bobinho", eu vou adorar!! anacristina

Zilda Santiago disse...

Mais uma bela postagem nesta coletiva que nos faz viajar no passado!!!Cliquei para te seguir e apareceu o nome da minha neta Natalia Maciel...Fiquei sem entenden???? Cliquei denovo,aí disse que eu já seguia...Não entendi nem me achei...Cliquei de novo,abriu pra eu seguir,cliquei em seguir,mas não apareço,só minha neta...MISTÉRIOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!RSRSRSRSR
GOSTARIA DE DIVULGAR AQUI A PROMOÇÃO DE ANIVERSÁRIO DO MEU BLOG,QUE FEZ DOIS ANOS DIA 15.AOS AMIGOS QUE VISITAREM A PARTIR DESTA DATA AO DIA 30/04 ESTAREI SORTEANDO UM LIVRO A ESCOLHA DO GANHADOR,DENTRO DA TEMÁTICA DO SEU BLOG OU NÃO E ENVIAREI PARA QUALQUER CIDADE NO BRASIL OU NÃO.LIVRO DE VERDADE!!!

Zilda Santiago disse...

O comentário dos mistérios não sei qual nome vai aparecer,mas foi meu:http:zildasantiago.blogspot.com
Zilda Santiago

Zilda Santiago disse...

Ufa!!!Agora sou eu!!!E ela...kkkkkkkkkkk

AnaCristina disse...

"Nina deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Blogagem Coletiva Fases da Vida -infância.": ahh que lindo, esse bordadinho de menina... e a danca na vitrola.Eram bons tempos aqueles, nao eram?Ah, se vc quiser um desenho,menina feliz, é só me mandar uma lembranca querida, tá?!um bj"

NINA, COMO É ESSA LEMBRANÇA? PELO CORREIO? ME DA UMA IDEIA. BJO (vou seguir seu blog)

C. S. Muhammad disse...

Quem mais indicada que você, Nina? Para escrever sobre infância?
Para mim, ler seus textos é um jeito também de retornar à minha infância. bjs :)

Denise disse...

Que tempo bom! É muito bom ter boas recordações, uma família q nos dê suporte para q possamos ser adultos íntegros. Parabéns! Muita paz!

AnaCristina disse...

nina, eu mandei um e-mail com minha historia, voce recebeu?